Intensivo/Extensivo 

Discursivas 2023


HB+HPEB 

(3ª fase do CACD) 

Com 8 aulas inéditas (7 das quais acompanhadas de questões e grades de correção) sobre temas dos Conteúdos Programáticos de HB e HPEB pertinentes à 3ª fase do CACD; acesso gradual a outras 20 aulas/questões/grades de correção do Acervo produzido no âmbito de cursos de exercícios discursivos em anos anteriores; indicações de leituras (básicas e de aprofundamento, gerais e específicas); as grades de correção mais completas e comprovadamente eficazes do mercado; plataforma própria construída para aplicação de método de correção de discursivas desenvolvido ao longo dos últimos 8 anos (e que ninguém consegue copiar); e a possibilidade de contratar atendimento(s) individual(is) ou em grupo, com pagamento à parte. 

O curso foi construído para servir tanto como Intensivo (para quem está na correria pré-3ª fase do CACD 2023) quanto como Extensivo (para quem busca uma preparação de médio prazo para o CACD 2024, com mais de 20 semanas/aulas/questões/grades). 

Já é História...

as 3 maiores notas da prova discursiva de história do Brasil da 3ª fase do CACD 2022 foram atribuídas a cACDistas que inscreveram-se neste mesmo formato de curso intensivo de HB+HPEB no mesmo ano em que tornaram-se diplomatas.


Em 5 das últimas 6 edições do cACD, os candidatos que se tornaram diplomatas com as maiores notas das provas discursivas de HB nos respectivos anos de suas cerimônias de Posse também aplicaram este mesmo método em sua preparação (Intensiva ou Extensiva).

Maior nota de HB

CACD 2016

Maior nota de HB

CACD 2017

Maior nota de HB

CACD 2018

Maior nota de HB

CACD 2020 (em 2021)

Maior nota de HB

CACD 2022

Também é Matemática...

Casos individuais, mesmo quando se repetem com diferentes indivíduos ao longo de vários anos seguidos, podem muito bem representar apenas um tipo de fenômeno estatístico "outlier" que serve mais pra confundir do que pra explicar.

Daí porque se faz necessário confrontar dados isolados (ainda que sequenciais) com outras evidências empíricas, antes de inferir a partir deles conclusões taxativas — e geralmente enganosas.

* Ao longo da série histórica representada no gráfico acima (2016-2022) houve anos, como 2016 e 2021, em que as maiores notas nas provas discursivas de HB foram obtidas por candidatos/as que não obtiveram aprovação e classificação no concurso dentro do número de vagas disponíveis. Foram 3 casos nestas 6 edições do concurso, todos desconsiderados na análise acima por serem estatisticamente descartáveis. Outra curiosidade sem relevância estatística mas de interesse público é que, no mesmo período, a maior diferença/distância (tanto em termos absolutos quanto em termos percentuais) entre as notas dos 2 candidatos com as maiores notas em HB foi verificada no certame de 2022, por obra do agora terceiro-secretário João Pedro Portella Ribeiro Cardoso, cujo relato sobre como aplicou, autonomamente (sem recorrer à assistência individual do professor), o método deste curso como uma das ferramentas que mobilizou para distanciar-se 6,0 pontos do candidato cuja nota de HB mais "aproximou-se" da sua no CACD 2022 encontra-se resumido, em seus próprios termos, e disponível, gratuitamente, nos primeiros 90 minutos desta entrevista aqui.

Para o regozijo da comunidade CACDística, contudo, estamos todos e todas envolvidos(as) com um certame de regularidade equiparada apenas pela Festa de Momo em nosso país. Isto nos permite, quase sempre, dispor de dados de séries históricas, tanto quantitativos quanto qualitativos. Por esse motivo, quanto mais o tempo passa, de mais subsídios dispomos para nos blindar contra aquele tipo de mentira que, de tanto repetida, já chegou até a ser tida como verdade, em priscas eras (ainda mais num mercado como este, em que a indigência da reflexão pedagógica baseada em evidências é tão ou mais escandalosa quanto a naturalidade com que práticas comerciais flagrantemente ilegais ou monopolistas são reproduzidas em escala industrial).

O gráfico ao lado está aí pra isso: ele mostra que os 5 "casos isolados" mencionados acima parecem preservar sua validade matemática mesmo quando aumentamos a escala e a projetamos numa série histórica de mais de meia década. Ou seja, nas últimas 6 "edições" do CACD, o método de treinamento que criei em 2016 (com base em evidências até hoje negadas pelos "especialistas" autoproclamados mais "experientes" do ramo) demonstrou, empiricamente, sua eficácia como auxiliar precioso da estratégia de preparação de 5 dos 6 candidatos aprovados com as notas mais altas de HB nos anos em que assinaram o livro de posse da "Casa do Barão" ao longo do intervalo de tempo analisado; mas, além disso, esse foi o método aplicado, entre 2016 e 2022, por cerca de 2/3 (40 de 60) dos(as) diplomatas aprovados(as) no "top 10" das notas das provas discursivas de História do Brasil da 3ª fase do certame que cultiva, há décadas, a fama de mais difícil do país. Nos últimos dois concursos da diplomacia, por exemplo (2021 e 2022), 8 das 10 maiores notas de História obtidas por CACDistas que disputaram vagas de servidores do corpo diplomático brasileiro pela "ampla concorrência" e conseguiram sucesso no seu intento foram alcançadas por pessoas que tornaram-se diplomatas no mesmo ano em que dedicaram-se a um treinamento intensivo para a 3ª fase do CACD com base neste método.

E, como se verifica no gráfico, o mesmo método já tinha produzido efeitos similares em 2 outras edições anteriores (e muito diferentes) do concurso (2016 e 2017). São resultados praticamente idênticos verificados empiricamente ao longo de 2/3 da duração de uma série histórica de mais de meia década (ou seja, em 4 de 6 edições do certame).

...e não foi "Cultura" que fez a diferença:

O maior temor cultivado entre os(as) candidatos(as) e professores(as) em relação ao histórico das questões discursivas de História nos últimos anos tem sido voltado às questões que vêm sendo classificadas, de forma geral e metodologicamente frágil, como itens sobre temas de "cultura" ou, pior ainda, de "história da cultura" ou até mesmo "história cultural". Mesmo que se admita esta imprecisão nada gratuita (e nem muito menos inócua ou desinteressada) da parte de profissionais extremamente qualificados e atualizados em relação à história da historiografia, ainda assim as evidências apontam rigorosamente na direção contrária daquele temor tão difundido: a média das notas de História do Brasil obtida pelo(as) 25 diplomatas aprovados(as) na ampla concorrência no CACD 2022 ficou abaixo de 70%.

As 2 questões discursivas que supostamente versavam sobre temas de "cultura" (correspondentes a metade dos pontos da prova, nessa hipótese) contribuíram para elevar essa média. O que determinou notas tão baixas foi, predominantemente (e ao contrário do que vinha sendo alardeado há meses, o desempenho dos(as) novos(as) diplomatas brasileiros(as) nas outras 2 questões da prova, justamente aquelas que versavam sobre temas de história política, cobrados a partir de uma abordagem estritamente tradicional (uma relativa ao papel do movimento republicano no processo de ocaso do Império e outra a respeito das redes de governação portuguesa no ultramar e dos efeitos das políticas territoriais do Império luso sobre as disputas de jurisdição entre as autoridades políticas e oficiais régios atuantes na América Portuguesa durante o período colonial):

68,8%

ACIMA: representação gráfica da média das notas na prova discursiva de HB dos/as 25 diplomatas aprovados dentro do número de vagas preenchidas via "ampla concorrência" no CACD 2022, de acordo com os dados do Edital nº 8 do CACD, de 14/06/2022, publicado pelo Instituto Rio Branco (IRBr/MRE) no Diário Oficial da União em 15/06/2022 (Edição 113, Seção 3, pg. 166) 

Médias dos/as diplomatas aprovados no CACD 2022

(ampla concorrência - HB/3ª fase):*

Questão 1 (política na Colônia)

55,6%

Questão 2 (política cultural na Era Vargas)

79,6%

Questão 3

(geração de 1870)

74,5%

Questão 4 (republicanismo na Crise da Monarquia)

66%

Ou seja: as duas questões de "cultura" contribuíram para AUMENTAR a média de HB, não para subtrair pontos dela. O que jogou as notas de História pra baixo foram as 2 questões de história política mais "clássica", nas quais os temas correlatos a políticas culturais nem sequer deram as caras.

Quem já fez o curso e se tornou diplomata, o que diz?

Pedro Rezende

O curso de discursivas do Luigi foi [uma] mudança paradigmática

“Os cursos do Luigi são impecáveis! O curso de discursivas foi [uma] mudança paradigmática. Fiz o curso pela primeira vez em 2019, mesmo sem ter passado na primeira fase. A dinâmica da grade de correção, que o Luigi desenvolveu antes mesmo de a banca começar a publicar os gabaritos, foi essencial. Com base no acervo de questões disponibilizado pelo professor, pude manter um treinamento autônomo de discursivas, uma vez internalizada a estrutura da correção por grade. Além disso, os atendimentos com o Luigi são sempre fantásticos! Ele avalia não somente o conteúdo, mas também o modo como o aluno escreve a questão (desde o brainstorming à velocidade por linha escrita). O trabalho minucioso que desenvolvi com o Luigi foi essencial para o meu êxito na fase discursiva e, novamente, busquei aplicar o que aprendia com ele também às demais matérias. Desse modo, consegui chegar muito bem preparado à terceira fase, sendo aprovado na primeira vez em que a realizei!
O Luigi me deu a segurança e o apoio que precisava para fazer face ao CACD."

Pedro Rezende (1º lugar geral no CACD 2020/2021)

Leonardo Avakian

Meu único pesar foi não ter começado com o professor antes

“Fiz o curso intensivo de discursivas com o Luigi em 2021, ano de minha aprovação. Logo percebi que meu único pesar foi não ter começado com o professor antes! Ainda assim, posso afirmar com segurança que, mesmo com um período relativamente curto de curso (10 semanas), as aulas e as correções do Luigi foram fundamentais na minha aprovação.

Desde o começo do curso, ficou claro que o Luigi tem um amplo domínio do conteúdo de História, mas não só: ele conhece as idiossincrasias dessa prova como ninguém e orientou os meus estudos de modo pragmático, enfatizando aquilo que é cobrado com mais frequência e como isso é exigido na prática. Para além das aulas e das correções, as grades de correção em PDF que o Luigi disponibilizou foram, para mim, de uma utilidade enorme para sistematizar e revisar o conteúdo de HB de forma prática e rápida. E para qualquer eventual dúvida, o professor sempre esteve disponível para conversar no WhatsApp.

Para a minha surpresa, mesmo já tendo feito duas vezes a fase discursiva, eu percebi que ainda não havia entendido exatamente como era a correção das provas conteudísticas e como maximizar minha pontuação. A metodologia do Luigi de correção dos exercícios (inicialmente o aluno corrige seu próprio texto sozinho e depois o faz junto com o professor) obrigava-me a tentar pensar não só como um candidato mas também como um examinador, o que foi essencial para que eu adotasse estratégias mais efetivas para aumentar minha nota.

Foi realmente um divisor de águas entender o que representa o padrão de respostas (que a banca publica), qual é o papel da grade de correção (que a banca não divulga e à qual não temos acesso) e como as questões são elaboradas e corrigidas. Uma compreensão mais aprofundada do funcionamento da prova discursiva de história auxiliou-me, inclusive, a remodular minha estratégia de escrita para outras disciplinas de conteúdo.

Em suma, o professor Luigi reúne extraordinário profissionalismo e competência. Recomendo sem hesitação!”

Leonardo Avakian (2º lugar geral no CACD 2020/2021)

para ler esses e outros depoimentos de ex-alunos na íntegra, clique aqui

As três premissas do método

1

O "padrão de resposta" não é o que a banca usa pra corrigir 

O "padrão de resposta" que as bancas do CACD passaram a divulgar a partir de 2017 (com variações) foram um tremendo avanço relativo na transparência quanto aos critérios de correção das provas discursivas do certame, mas obviamente não são o instrumento de correção aplicado pelos examinadores para atribuir notas a cada um dos 10 quesitos das questões de HB. Afinal, elas atingem precisão de décimos na diferenciação entre os candidatos, com gradações de múltiplos níveis em cada quesito, o que evidencia objetividade e especificidade na avaliação dos conteúdos abordados nas respostas. A capacidade de distinguir entre as duas ferramentas (o padrão de resposta, tornado pública, e o instrumento de correção que de fato é aplicado, mas não divulgado) é imprescindível tanto no treino para a prova discursiva de HB quanto na elaboração de recursos eficazes contra as notas provisórias que os corretores atribuírem às respostas que você redigir. 

2

Na discursiva de HB, o tempo e o espaço são os ativos escassos

Diante da variedade e da quantidade de conteúdos que cada questão discursiva de HB demanda, é unânime, entre os aprovados, a impressão de que os aspectos mais críticos da redação giram em torno, prioritariamente, do tempo exíguo e do espaço escasso para cada resposta. Isso vale tanto para as questões de 60 quanto para as de 90 linhas. Ao contrário do que todo "CACDista" iniciante supõe, quase sempre falta espaço para escrever tudo o que se tem a dizer sobre o(s) assunto(s) da(s) questão(ões). E sempre faltará tempo para planejar e executar a redação da resposta! Por esse motivo, o treino para a prova discursiva de HB deve levar em conta não apenas a capacidade de síntese, mas também a necessária vigilância contra o desperdício de tempo dedicado a aspectos supérfluos do texto, ou seja, aqueles elementos da resposta a uma questão dissertativa que têm potencial virtualmente nulo de agregar pontos à sua nota.

3

Vai cair algo que você não esperava (e não adianta enrolar)

Impossível simular com precisão absoluta a situação de prova. Seja pelas escolhas de temas que serão cobrados nas 4 questões da prova discursiva de História ou pelo nível de detalhamento das informações sobre aquele tema que a banca vai abordar no padrão de resposta, o fato é que a prova tende a sempre te surpreender. Um treinamento que tenha em conta este dado e sua influência decisiva sobre o resultado final precisa contemplar estratégias que ajudem a minimizar o dano potencial causado por tais idiossincrasias das diferentes e cambiantes formações de bancas de cada edição do CACD. Nenhuma estratégia que tenha esse intento vai funcionar se estiver vinculada à pretensão, infantil e fantasiosa, de ser capaz de desenvolver algum tipo de "interlocução" com os "afetos" subjetivos dos(das) corretores(as), cujo trabalho está ancorado em instrumentos de correção objetivos, elaborados de acordo com critérios técnicos e metodologia própria.

Valores

Curso Intensivo/Extensivo Discursivas HB+HPEB 2023 

Preparação para a prova discursiva de História do Brasil da 3ª fase do CACD

O que está incluído

  • 8 aulas AO VIVO e inéditas
  • 7 questões discursivas inéditas com respectivas grades de correção (não são padrões de resposta, nem se parecem com eles)
  • Leituras (básicas e avançadas) indicadas por questão
  • Sugestão de cronograma diário de atividades
  • Exclusivo método de correção em plataforma própria
  • BÔNUS: 20 aulas extra (com respectivas questões e grades de correção) do acervo de anos anteriores (liberadas gradualmente, 3 por semana)
  • 6 meses (180 dias) de acesso à plataforma
  • Opção de contratar atendimento individual (pago à parte: R$ 307,20 por cada sessão de 40 min.)
  • Garantia de reembolso integral até 7 dias após a inscrição, sem condicionantes ou justificativa, por meio da própria plataforma de aulas



R$ 1.145,80

(ou em até 

6x R$ 190,97

sem juros no cartão)



Bônus:

"Acervo 5 em 6"

O curso inclui, como bônus (extra, opcional e gratuito), um conjunto de 20 aulas produzidas no contexto de cursos de exercícios discursivos de História que eu ministrei nos últimos anos (2018, 2019, 2021 e 2022), com as respectivas indicações de leitura, questões discursivas propostas e grades de correção exaustivas. Para quem se inscreve no curso com o objetivo de treinar exclusivamente para a prova discursiva de HB da 3ª fase do CACD 2023, a recomendação não é a de tentar assistir a todas as aulas além das 8 inéditas, a princípio. Esse conjunto de aulas "extra" que compõe o "Acervo" disponível no curso existe para cumprir um duplo objetivo: (1) agregar à sua preparação "intensiva", em cerca de 8 semanas, a possibilidade de estudar, além (ou ao invés) dos temas das aulas inéditas que eu programei tendo em vista especificamente a prova discursiva de 2023, também algum(ns) outro(s) assunto(s) que você julgar pertinente(s), seja para corrigir alguma deficiência da sua preparação ou para dar vazão a alguma possibilidade de questão que você avalie que tem maior chance de figurar na prova (e que eu não tenha elencado entre as minhas 8 aulas inéditas no curso Intensivo 2023); e (2) viabilizar o acompanhamento do curso em ritmo mais extensivo, caso você não esteja visando prioritariamente a 3ª fase do CACD 2023 e tenha interesse em distribuir as respectivas atividades ao longo de 3, 4 ou até 6 meses, como se fosse um curso "extensivo" de discursivas, com quase 30 aulas/questões/grades de correção disponíveis para você treinar, antes e/ou depois da data da aplicação das provas da 3ª fase do CACD 2023.

Somado ao conjunto de temas abordados nas 7 questões/8 aulas inéditas de 2023, esse "Acervo" ajuda a compor um painel de exercícios discursivos que atravessa quase todos os períodos da História do Brasil previstos no Edital, da Colônia à Ditadura, incluindo temas da história da PEB de alguns desses períodos.

BÔNUS:

Lista completa de assuntos das 20 questões extra do Acervo

Tais aulas "extra" do Acervo serão liberadas gradualmente na plataforma de aulas, a um ritmo de cerca de 3 por semana

  • 2018 - Tratado de Limites do Período Colonial (90 linhas)  
  • 2019 - Período colonial: estrutura político-administrativa e defesa (90 linhas)
  • 2021 - Crise do Antigo Sistema Colonial (60 linhas)
  • 2021 - Independência (90 linhas)
  • 2022 - Primeiro Reinado (90 linhas)
  • 2019 - Período Regencial (60 linhas)
  • 2022 - Gabinetes do II Reinado (90 linhas)
  • 2021 - Eleições e reformas eleitorais no Império (60 linhas)
  • 2022 - Escravidão, campanha abolicionista e abolição (90 linhas)
  • 2021 - PEB II Reinado no Prata (60 linhas)
  • 2021 - PEB do Império para as Repúblicas do Pacífico (90 linhas) 
  • 2021 - Primeira República: a "década do caos" (60 linhas)
  • 2022 - Eleições e reformas eleitorais na I República (60 linhas)
  • 2021 - PEB sob o barão do Rio Branco (90 linhas)
  • 2021 - Era Vargas (60 linhas)
  • 2022 - PEB Era Vargas (60 linhas)
  • 2019 - PEB 1ª GM x 2ª GM (90 linhas)
  • 2021 - Terceira República (1945-1964) (90 linhas)
  • 2021 - PEI (1961-1964) (90 linhas)
  • 2019 - Ditadura civil-militar (60 linhas)

Em resumo:

10 questões de 2021 e 5 de 2022 (com grades no modelo IADES); 4 questões de 2019 e 1 de 2018 (com grades adaptadas do modelo CESPE/Cebraspe); 11 questões de 90 linhas e 9 de 60 linhas; todos os períodos da História do Brasil, da colonização portuguesa da América à Ditadura civil-militar, contemplados com pelo menos 1 questão cada; e mais 7 questões inéditas, produzidas às vésperas da 3ª fase do CACD 2023, sobre temas que não serão antecipados.

Quem já fez o curso e se tornou diplomata, o que diz?

Jorge L. Santos

Luigi foi um divisor de águas na minha história com o CACD

“Luigi foi um divisor de águas na minha história com o CACD: mudou minha forma de lidar com o concurso como um todo. Além de um domínio absoluto de todo conteúdo, ele busca estar, de certa forma, na pele do candidato e tenta pensar, de modo permanente e sistemático, a melhor e mais eficiente maneira de estudar, sistematizar e assimilar um conteúdo. Em todos os vários cursos que fiz (Intensivos Objetivas 2017 e 2018, Intensivos Discursivas 2017 e 2018 e Revisão 2016), Luigi se mostrava sempre incansável, sem perder o pragmatismo e foco absoluto na prova."

Jorge Santos (1º lugar entre os cotistas negros no CACD 2018)

Taciano Zimmermann

O material é de qualidade incomparável 

“Poucos professores levam tão a sério o CACD como o Luigi. Ele foi meu único professor de História do Brasil para o concurso. Na reta final, foi indispensável ter aprendido com o Luigi nuances importantes das provas objetivas e discursivas nos intensivos que ele oferece. A correção comentada de questões de TPS, os simulados discursivos e as grades de correção que o Luigi prepara (extremamente detalhadas) foram essenciais. O material é de qualidade incomparável. Por fim, a correção das questões discursivas - com direito a um atendimento particular semanal com o professor - me deu a segurança que eu procurava para enfrentar prova. Sou muito grato pela atenção, o carinho e o comprometimento com que o Luigi sempre me atendeu. Recomendo fortemente todos os seus cursos."

Taciano S. Zimmermann (2º lugar geral no CACD 2019)

para ler esses e outros depoimentos de ex-alunos na íntegra, clique aqui
resultados no CACD 2020/2021

Dados agregados revelam padrão no topo da lista de notas de HB

Sem "fulanizar" estatísticas ou tratar casos individuais (e excepcionais) como regra, a análise de alguns dados agregados sobre as notas na prova discursiva de História do Brasil publicadas nos documentos oficiais de divulgação dos resultados finais da 3ª fase do CACD 2020/2021 revelam alguns padrões e recorrências. Os números a seguir, salvo quando indicado, consideram apenas as notas em HB dos candidatos cujos nomes figuravam dentro do número previsto de vagas do CACD 2020/2021, conforme publicadas no Edital n. 17, de 13/10/2021:

- As notas de HB na 3ª fase do CACD 2020/2021 variaram muito. Dentro desse universo de 25 aprovados houve notas tão "altas" quanto 83, mas também teve candidato aprovado na ampla concorrência com nota tão relativamente baixa quanto 70 (nas cotas, foi possível passar com 62,5);

- Apesar dessa grande variação, um padrão emerge no topo da lista, mais exatamente entre as 9 notas mais altas de HB, que variaram muito menos: ficaram entre 78,75 e 83,00;

- Dessas 9 notas mais altas de HB, as 7 mais elevadas (de 79 a 83) na prova discursiva de HB do CACD 2020/2021 foram de candidatos que treinaram para a 3ª fase com base no mesmo método, no contexto do meu curso Intensivo Discursivas HB+HPEB ministrado em 2021;

- 8 das 9 maiores notas dentro desse universo foram de ex-alunos que cursaram o Intensivo Discursivas HB+HPEB que eu ministrei no próprio ano de 2021;

Ao extrapolar a análise para além dos 25, ou seja, ao considerar as notas de HB de todos os candidatos que fizeram as provas da 3ª fase do CACD 2020/2021, independente da classificação geral que alcançaram no concurso (um universo de 102 pessoas, das quais 93 disputavam vagas pela ampla concorrência), parece repetir-se um padrão muito similar:

- Dentre as 20 maiores notas na prova discursiva de HB do CACD 2020/2021, a variação também foi muito menor do que entre os 19 candidatos classificados na ampla concorrência: nesse intervalo as notas de HB ficaram entre 78,25 e 84,00 (contra a variação de 70 a 83 no recorte anterior);

- Dessas 20 maiores notas, nada menos do que 17 foram de alunos ou ex-alunos de algum curso meu, ou seja, 85%;

- 15 das 20 maiores notas na prova discursiva de HB do CACD 2020/2021, ou seja, 75% foram especificamente de candidatos que cursaram o Intensivo Discursivas que ministrei em 2021.

Ritmo intensivo ou extensivo? Você escolhe!

Quantas aulas devo assistir? Quantas questões devo fazer?

Se você desejar, poderá fazer 27 questões e assistir a 28 aulas, ao todo, somando aquelas inéditas (gravadas entre a aplicação das provas da 1ª e da 3ª fases do CACD 2023, entre setembro e outubro de 2023) e as do "Acervo 5 em 6", a que você terá acesso gradualmente, ao longo do curso. Nesse caso, eu suponho que você esteja mirando a preparação para a 3ª fase do CACD 2024, provavelmente, o que viabilizaria acompanhar o curso em ritmo quase "extensivo", aproveitando os 6 meses de acesso contados desde o dia da inscrição. Mas, se você planeja ingressar no curso para executar as atividades propostas em ritmo "Intensivo", ou seja, ao longo de 7 semanas, a proposta é que você resolva pelo menos 1 questão (e assista a 1 aula, inédita ou do Acervo) por semana, além de uma primeira aula, disponibilizada logo nos primeiros dias do curso, de caráter exclusivamente expositivo, que é indispensável, prioritária e será fundamentalmente teórica, sem uma proposta de questão associada.

Além dessas 8 aulas (e das 7 questões com respectivas grades de correção e recomendações bibliográficas) inéditas, também pode ser o caso de você ter interesse em dedicar especificamente ao treino de questões discursivas de História uma proporção considerável desse curto período de estudos intensivos entre as fases do CACD 2023. Isso implicaria prejuízo relativo do tempo dedicado ao treino de questões de PI, Geografia, Direito, Economia, Francês e Espanhol, obviamente.

Mas, se for isso o que você busca, por algum motivo particular, eu vou sugerir acrescentar, semanalmente, pelo menos outras 3 opções de aulas e respectivas questões do Acervo às 8 aulas e 7 questões inéditas de 2023, de modo que você treine redigir, em média, 2 questões discursivas de História por semana, até o dia da prova. Nesse caso, minha indicação pra você constará de 3 temas de aulas e questões do Acervo que eu julgo possivelmente mais pertinentes para a 3ª fase do CACD 2023 a cada semana. Mas o mais importante é que você desenvolva cada vez mais sua autonomia intelectual e leve em conta também (e prioritariamente) os seus próprios critérios e necessidades pessoais ao selecionar, dentre os 27 temas disponíveis, aqueles 7 (ou 8, ou 16) que você vai priorizar, tendo em vista o prazo exíguo que o calendário do certame impõe.



[OBS: as menções aos dados agregados de desempenho passado ou potencial de quem aplicou o(s) método(s) mencionado(s) ou de quem participou do(s) curso(s) não configuram e não devem ser interpretadas como garantia de quaisquer resultados específicos.]

Como funciona o método de correção?

Desde 2016 eu desenvolvi um método próprio de treino para as provas discursivas de História do Brasil do CACD, centrado no objetivo de te fazer "pensar como a banca pensa". Isso implica, necessariamente, que você corrija suas próprias respostas ANTES que eu mesmo o faça. 

Esse método depende de um fator crítico para funcionar: um tipo de grade de correção construído de forma adequada e de acordo com o mesmo tipo de orientação metodológica que os corretores do CACD são instruídos a aplicar na correção das suas respostas às questões propostas pela banca de elaboradores das questões (nem sempre formadas pelas mesmas pessoas que te corrigem). O tipo de instrumento de correção que eu adoto segue, portanto, os mesmos tipos de critérios de contagem dos pontos (as "notas quebradas" em cada quesito) que a banca aplicou na edição do ano imediatamente anterior do certame, mas não se confunde com um padrão de respostas como aquele tipo que a banca passou a divulgar desde o CACD 2017. Além disso, a sua utilidade e efetividade seriam virtualmente nulas caso você delegasse a correção das suas resposta a um colega, a um professor/tutor, ou a uma máquina, mesmo que com base no mesmo instrumento. 

Ou seja, o eixo central do método é que você corrija sua própria resposta antes de submetê-la a um terceiro, humano ou não, professor ou não.

No caso dos meus cursos de questões discursivas, a solução prática que estrutura as atividades pertinentes do método foi o desenvolvimento próprio de uma plataforma de correção de discursivas, pioneira e que tem sido testada e aprovada por centenas de candidatos nos últimos 7 anos. Funciona assim: você escreve (à mão, como ocorre nos dias de provas) sua resposta a uma das questões propostas (preferencialmente antes da aula), escaneia e envia o .PDF para a minha plataforma de correções. Nessa plataforma você vai encontrar uma grade de correção pronta e adaptada ao formato on-line. Ela é detalhada, exaustiva, inigualável (e também fica disponível para download em .PDF, em versão menos enxuta).Tal instrumento não se parece em quase nada com o tipo de "padrão de respostas" que a banca divulga. Ele é seu instrumento de trabalho, na própria tela, por meio de uma operação simples, intuitiva e extremamente rápida que a tecnologia da plataforma viabiliza e agiliza, sem contudo assumir o seu lugar, central, de corretor de si próprio(a). Os conteúdos abordados na respectiva aula, bem como o vídeo específico relacionado àquela grade de correção, te ajudam a executar a tarefa.

Toda a efetividade do meu método depende dessa operação, desse tipo de grade, nessa plataforma. Não é o tipo de "autocorreção" a que você talvez tenha se acostumado em outros cursos de discursivas para o CACD, posto que o modelo da "autocorreção" se difundiu no mercado da preparação para o CACD e acabou convertido, em alguns casos, em mera "autoenganação" (esse expediente, salvo raras exceções, foi amplamente adotado como um simulacro mal ajambrado do procedimento pedagógico que eu desenvolvi a partir de 2016). Mas o que eu faço também não é nada mágico, espetacular ou tecnologicamente avançado. É simples, prático e apenas funciona. Depois de executar essa proposta pela primeira vez, os meus alunos relatam mais ou menos a mesma sensação, quase sempre: eles mudam imediatamente a maneira de escrever uma resposta a qualquer novo exercício discursivo de História do Brasil para o CACD proposto depois da primeira experiência com esse método de autocorreção. E isso influencia, segundo eles mesmos me dizem, a forma como encaram as respostas às questões discursivas de outras disciplinas de conteúdo do concurso. 

O restante do treinamento é absolutamente dependente dessa etapa prévia, mas não menos relevante: aprender com os acertos, cortar os excessos, aprender a desapegar radicalmente de tudo aquilo que não agrega pontos à nota, maximizar o aproveitamento do espaço, acelerar o tempo de redação das 60 ou 90 linhas de cada questão de História, aprimorar as técnicas de planejamento prévio da escrita dissertativa, evitar a paralisia criativa no primeiro parágrafo do texto a redigir etc.

Todos esses detalhes podem ser trabalhados por meio de sessões de atendimento individual (contratadas à parte, mas exclusivas para alunos do curso), de acordo com a sua demanda.

Caso opte por isso, nós vamos nos encontrar em uma sessão online, ao vivo, e eu vou corrigir a sua resposta à questão escolhida, sem saber qual foi a nota resultante da sua própria correção prévia. Depois disso, a plataforma compara e exibe lado a lado, na tela, a minha correção e a sua, detalhadamente, junto com o .PDF do seu manuscrito previamente escaneado. Por meio da comparação entre elas e da nossa interlocução ao longo do processo é que nós identificamos e encaminhamos soluções práticas para as suas dificuldades individuais, de forma personalizada e compatível com o seu estilo de escrita e raciocínio.

Em resumo, o meu método de correção de discursivas é um processo que se desenvolve em 3 etapas:

1) TUDO COMEçA nA sua resposta

Preferencialmente antes da respectiva aula, você deve responder à questão discursiva proposta, à mão, sem consulta e com o tempo cronometrado, da forma mais rigorosa possível. Idealmente, recomenda-se utilizar, para isso, o modelo de folha de respostas disponibilizado.

2) A correção não pode ser delegada

Depois de redigir sua resposta, assista à respectiva aula sobre o tema da questão. Ela é sempre acompanhada de um vídeo específico a respeito da grade de correção que você vai aplicar na plataforma desenvolvida para esse fim, ANTES de submeter seu texto a terceiros.

3) Atendimento individual

Se você quiser, poderá optar também por contratar (à parte) sessões de atendimento individual para obter a minha correção das tuas respostas, ao vivo, bem como o direcionamento personalizado voltado ao ajuste fino das outras variáveis que afetam sua nota.

Valores

Curso Intensivo/Extensivo Discursivas HB+HPEB 2023 

Preparação para a prova discursiva de História do Brasil da 3ª fase do CACD

O que está incluído

  • 8 aulas AO VIVO e inéditas
  • 7 questões discursivas inéditas com respectivas grades de correção (não são padrões de resposta, nem se parecem com eles)
  • Leituras (básicas e avançadas) indicadas por questão
  • Sugestão de cronograma diário de atividades
  • Exclusivo método de correção em plataforma própria
  • BÔNUS: 20 aulas extra (com respectivas questões e grades de correção) do acervo de anos anteriores (liberadas gradualmente, 3 por semana)
  • 6 meses (180 dias) de acesso à plataforma
  • Opção de contratar atendimento individual (pago à parte: R$ 307,20 por cada sessão de 40 min.)
  • Garantia de reembolso integral até 7 dias após a inscrição, sem condicionantes ou justificativa, por meio da própria plataforma de aulas



R$ 1.145,80

(ou em até 

6x R$ 190,97

sem juros no cartão)



Quem já fez o curso e virou diplomata, o que diz?

Francisco Santos

Este curso me auxiliou a moldar minha escrita para a prova de HB

“Estudar com o Luigi foi de extrema importância para a minha preparação. O curso Teórico Extensivo de HB é sólido e aprofundado, me deu uma excelente base para encarar a prova. Já o Intensivo de questões discursivas foi essencial para fazer uma boa prova de 3ª fase: além de ser uma revisão (essencial) na reta final, este curso me auxiliou a moldar minha escrita para a prova de HB e a responder mais objetiva e factualmente, como a banca demanda. Por fim, o Luigi é uma pessoa muito querida e que sempre esteve pronto a ajudar e a tirar dúvidas!"

Francisco Santos (1º lugar geral no CACD 2018)

Luiz Carlos Keppe Nogueira

Curso fundamental para os candidatos a diplomata

“Luigi tem grande conhecimento das matérias que caem no CACD, o que, somado a sua excelente didática e ao uso inteligente de tecnologias de informação, resulta em um curso fundamental para os candidatos a diplomata. Recomendo, fortemente, o curso [de questões discursivas] para aqueles que desejam aprender a elaborar questões dissertativas com o grau de complexidade, profundidade e organização exigido pela prova."

Luiz C. K. Nogueira (3º lugar geral no CACD 2019)

para ler esses e outros depoimentos de ex-alunos na íntegra, clique aqui

Luigi Bonafé

Professor de História para o CACD

Eu sou um professor de História apaixonado pelo desafio de redescobrir o magistério e desvendar a banca do CACD a cada ano. Quanto mais ensinei, mais ainda fui ensinado. Principalmente a partir de 2007, quando comecei a tentar ajudar gente grande a lidar com as questões de História do CACD sem subestimar o concurso para diplomata, mas também sem criar falsas dificuldades para vender facilidades supostamente milagrosas. De lá pra cá, as provas do concurso mudaram muito, e os candidatos também. Como professor, eu fui mudando junto. Clique aqui para saber um pouco mais dessa história.

Ainda tenho dúvidas!

Listei abaixo algumas perguntas que podem te ocorrer e que eu já deixei claramente respondidas pra você não levar gato por lebre.


Qual é a carga horária?

São 8 aulas inéditas com duração de 2h a 2h30 cada. Sete delas (exceto a primeira) vinculam-se (mas não se limitam) a uma questão discursiva inédita proposta, com indicações de leituras específicas (hierarquizadas em essenciais e de aprofundamento) e uma grade de correção detalhada e exaustiva, disponível para download em .PDF e acompanhada de um curto vídeo explicativo. 


Adicionalmente, a primeira das 8 aulas inéditas é expositiva, desvinculada de questões específicas e explica em detalhes os critérios de correção das provas discursivas de HB, as mudanças na composição da banca nos últimos anos, as diferenças entre o padrão de respostas divulgado e o tipo de instrumento de correção objetivo que os corretores utilizam para atribuir pontos a cada quesito, a evolução recente dos temas cobrados a cada ano na prova, entre outros aspectos essenciais para o acompanhamento do curso.

O curso inclui ainda o acesso franqueado, durante 6 meses, a 20 outras aulas, selecionadas entre aquelas que compõem o "Acervo" dos cursos de questões discursivas que ministrei para o CACD nos últimos anos. Essas 20 aulas extra (totalizando, no conjunto, mais de 25 opções de aulas e questões com as respectivas grades de correção) ajudam a compor um amplo painel de temas que atravessam quase todos os períodos da História do Brasil previstos no Edital, desde a Colônia até a Ditadura, incluindo alguns dos principais temas da PEB de cada período. Vislumbram-se dois tipos de uso produtivo das aulas desse "Acervo", explicados em detalhe acima (veja a seção "Bônus: Acervo")

Tem correção?

A correção mais importante de uma resposta a questões de conhecimentos específicos (como são as questões discursivas de História do Brasil na 3ª fase do CACD) é a sua, jamais a de terceiros. No método que desenvolvi e foi exaustivamente testado e aprovado por centenas de candidatos ao longo de mais de 6 anos, você aprende a "pensar como a banca pensa" por meio dessa correção que você mesmo(a) faz necessariamente ANTES que eu faça a minha, mesmo que você opte por contratar o atendimento individual. O que torna esse método eficaz, além da elaboração adequada e precisa da grade de correção proposta, é principalmente a sua própria tentativa de aplicação dessa grade. Apenas DEPOIS de fazer isso na plataforma própria que desenvolvi é que você tem a opção de contratar, à parte, a minha correção das suas respostas. Nesse caso, você vai (a) responder a uma questão proposta; (2) assistir à aula respectiva; (3) escanear e enviar o .PDF da sua resposta para a plataforma de correções (separada da plataforma de aulas, posto que desenvolvida especificamente para esse fim); (4) aplicar, por conta própria, a grade de correção proposta (esse procedimento é rápido e intuitivo, na própria plataforma, e não pode nem deve ser automatizado ou delegado); e (5) agendar, na plataforma de aulas, uma sessão de atendimento individual, contratada à parte, para que eu também corrija a sua resposta (sem saber previamente a nota resultante da sua própria correção) e construa a orientação personalizada de acordo com as suas necessidades e prioridades. Para entender como funciona esse método de correção e os resultados que ele persegue, leia a seção "Como funciona o método de correção", aqui acima nesta mesma página. Para saber os valores cobrados por cada sessão de atendimento individual, consulte a seção "Valores", também acima nesta mesma página. O método de correção que desenvolvi completa-se apenas quando esse atendimento individual ocorre pelo menos uma vez (preferencialmente após você ter feito as provas da 2ª fase), e eu terei o maior prazer de avaliar cada resposta sua pra gente conseguir refinar as qualidades da sua redação e apurar sua capacidade de condensar o máximo de informações pertinentes no menor tempo e espaço possíveis. Mas foi preciso separar a cobrança desse tipo de atendimento individual do valor do restante do curso, de modo a contemplar a diversidade de demandas de candidatos que procuram treinamento para a prova discursiva de HB tanto em ritmo intensivo quanto extensivo, garantindo inclusive a possibilidade de continuação do curso para além da data prevista da prova. Para conhecer a opinião de outros candidatos sobre a utilidade, relevância e eficácia desse meu método de correção, leia os depoimentos de ex-alunos (aqui nesta página ou na seção própria do site) e/ou assista às entrevistas que já fiz com alguns dos aprovados.

Vai ter algum simulado completo?

Sim. É absolutamente opcional e dispensável, principalmente porque o prazo entre as fases do certame é muitíssimo apertado. Mas, se você tiver interesse, haverá 2 simulados completos (2 questões de 90 linhas e 2 de 60 linhas em cada) montados a partir das questões do "Acervo". O modelo de folha de respostas disponibilizado também pode ser útil (eu diria até indispensável) nesse tipo de simulação.

Quando começam as aulas?

As aulas inéditas serão transmitidas (e ficarão/am) gravadas em setembro e outubro de 2023. As 20 aulas "bônus" do "Acervo" estão listadas acima e começarão a ser disponibilizadas na plataforma de aulas gradualmente, ao ritmo de pelo menos 3 por semana, imediatamente após a confirmação da sua inscrição no curso. As aulas inéditas de 2023, transmitidas ao vivo ao longo de 8 semanas, ficarão/am gravadas e disponíveis para assistir na plataforma de aulas conforme cronograma completo disponível nos materiais do curso. A gravação da última aula inédita ao vivo está/estava prevista para publicação na plataforma na antevéspera da prova da 3ª fase do CACD 2023. Você pode escolher, por exemplo, fazer 1 aula (de 2h a 2h30) e 1 questão (de 60 ou de 90 linhas) por semana, durante 8 semanas; ou 2 aulas/questões por semana, recorrendo aos temas indicados na seleção de aulas do Acervo; ou também pode executar um cronograma de estudos mais "extensivo", com 1 aula por semana durante mais de 20 semanas, explorando o conjunto integral de aulas disponibilizadas ao longo do curso e acessíveis durante 6 meses.

Até quando posso assistir?

As aulas ocorrem/ram ao vivo e são/foram todas gravadas. Elas ficarão/am disponíveis na plataforma por 180 dias contados a partir do seu primeiro acesso. Isso te permite até mesmo fazer o curso em ritmo extensivo (em vez de Intensivo), se for do seu interesse: você pode, por exemplo, escolher o treino de 1 questão discursiva de HB por semana durante 24 semanas, e ainda vão sobrar outras 3 questões disponíveis no curso, cujos .PDFs você poderá continuar a consultar, depois desse prazo, na plataforma de correções. E, para garantir o seu próprio controle sobre o ritmo do progresso nos estudos, a plataforma permite que você assinale cada aula como já assistida.

Quantas vezes posso assistir?

Três vezes. Mas a plataforma só conta 1 visualização de cada vídeo depois de você ter efetivamente assistido à aula, sem "queimar" seu limite de visualizações por acidente nem por limitação técnica. A cada vez que assistir, você pode inclusive retroceder trechos para assistir de novo quantas vezes quiser, porque isso não "conta" tempo de visualização a mais. Se preferir assistir a uma aula de 2h30 em 5 sessões de 30 minutos cada, a plataforma só contará 1 visualização depois da sua 5ª "sessão" ter sido concluída, e daí por diante. E, se tiver qualquer dificuldade técnica, me liga que eu resolvo de forma razoável e justa.

Posso contratar apenas o atendimento individual?

Não. Eu acredito em cursos estruturados, do ponto de vista didático e metodológico. A contratação (à parte) das sessões de atendimento individual está franqueada apenas aos inscritos no curso. A minha correção das suas respostas e todas as demais atividades de orientação personalizada no contexto do curso são a culminância de um método cujo processo passa primeiro pelas aulas e pela plataforma de correções desenvolvida para esse fim, envolvendo um uso correto e adequado de uma grade de correção detalhada cujo sentido realiza-se plenamente apenas quando vinculada à respectiva aula. Eu não faço atendimentos particulares para o CACD fora desse contexto/proposta.

Tô começando agora. Posso fazer o curso?

Nos últimos anos, a nota obtida na 1ª fase do CACD tem servido apenas para definir os convocados para as fases seguintes do certame. Ou seja, o TPS tem sido apenas uma etapa eliminatória, o que significa que a classificação final no concurso depende exclusivamente das notas obtidas nas provas das fases seguintes (geralmente discursivas). Por isso, deixar para pensar no treino de questões discursivas apenas depois de ter confirmada uma 1ª aprovação no TPS configura expediente temerário, que há anos o ceacedista médio aprendeu a evitar. Mas... eu tenho a impressão de que difundiu-se o procedimento exatamente oposto: tenho notado que treinar desde cedo para as provas discursivas do CACD implica, cada vez mais, negligenciar o treino da resolução de questões objetivas da 1ª fase, que elimina mais de 95% dos candidatos e precisa necessariamente ser transposta para que um candidato tenha a possibilidade de sequer competir por uma vaga. 

Por todos esses motivos, eu recomendo que você comece a treinar discursivas relativamente cedo, mas não antes de completar um primeiro "ciclo" de estudos (ainda que muito básico) dos conteúdos de História do Brasil e História da Política Externa Brasileira previstos no Edital, sob pena de desperdiçar dinheiro (e tempo precioso!) com um treinamento frequentemente considerado caro e que não pode (ou não deveria) prescindir do domínio dos conteúdos básicos da disciplina.


Que equipamento preciso ter para acessar?

Em resumo, sua conexão à internet precisa ser de banda larga com velocidade de download de 5 Mbps ou superior, preferencialmente cabeada num PC desktop (conexões wi-fi ou 3G/4G instáveis podem não funcionar a contento para vídeos em streaming), com a última versão do navegador Chrome instalada. Outros requisitos em termos de hardware e software, necessários para que tudo corra bem, estão listados em detalhe na ficha técnica do curso, ao final dessa página. O acesso às videoaulas não funciona em dispositivos móveis, como tablets e smartphones. As sessões de atendimento individual demandam também o uso dos equipamentos básicos de videoconferência (webcam e microfone).

Dá pra acelerar os vídeos?

Sim, o player de vídeo que roda na plataforma de aulas tem incorporada a função de acelerar a velocidade de reprodução, além de comandos de fácil alcance (a um clique do mouse ou do teclado) para retroceder ou avançar apenas 10 segundos. No entanto, eu preciso te dizer, por dever de ofício, que assistir às aulas para o CACD na mesma velocidade que você assiste a um vídeo qualquer de YouTube não é uma prática promissora, do ponto de vista pedagógico. 

Posso pagar com boleto? Aceitas PIX?

O pagamento é feito diretamente por meio da Plataforma da Aulas, para onde você será encaminhado ao clicar no botão "Quero já". As transações são intermediadas com segurança pela Iugu. Os pagamentos via PIX podem ser feitos apenas à vista e o acesso ao curso é liberado automaticamente após a confirmação do pagamento (no caso do boleto, isso pode demorar até 3 dias úteis). Para pagamentos com cartão de crédito ou PIX a liberação do acesso costuma ocorrer de forma imediata.

Sou negro(a) e vou me inscrever como cotista

Então pára tudo! Antes de fazer inscrição no curso ou clicar no "quero já", me mande uma mensagem via WhatsApp, por gentileza. Peço que você CLIQUE AQUI e me diga seu nome pra gente iniciar uma conversa específica que tem que levar em conta outras variáveis impossíveis de contemplar no exíguo espaço desse tira-dúvidas, como a centralidade das provas de idiomas na classificação (ou na eliminação) de candidatos(as) negros(as). Além disso, ações afirmativas pertencem ao universo das opções políticas, não comerciais ou mercadológicas, então faz sentido tratarmos delas em outro espaço. Se preferir e-mail, por favor me escreva, diga seu nome e vamos ter uma conversa rápida. O meio de contato mais à prova de falhas, contudo, seria uma simples ligação telefônica para (21) 99844-4284. Eu retorno sua ligação.

As aulas do Acervo estarão disponíveis desde o 1º dia?

Não. São 20 aulas/questões/grades gravadas em anos anteriores (1 de 2018, 4 de 2019, 10 de 2021 e 5 de 2022), que cobrem quase todos os períodos do Edital (da Colônia à Ditadura), incluindo os principais tópicos de história da PEB de cada período. Elas estão listadas acima e serão liberadas na plataforma de aulas gradualmente, a um ritmo de 3 por semana, junto com a questão inédita proposta como primeira opção e que será objeto da respectiva aula ao vivo. Além disso, o curso fornece uma sugestão de atividades diárias a executar nas 8 semanas imediatamente anteriores à prova discursiva de HB da 3ª fase do CACD 2023, em ritmo intensivo (e haverá outro cronograma, diferente, para quem preferir acompanhar o curso em ritmo Extensivo, desvinculado da data de aplicação da prova deste ano).

Tem alguma dúvida que eu não respondi?

Me chama no WhatsApp(21) 9 9844-4284 ou escreva para aprendacom@luigibonafe.com

Se preferir você também pode me ligar diretamente. Peço apenas que por favor evite o Facebook Messenger, o Telegram, o "Direct" do Instagram ou seus análogos no X (ex-twitter) ou no Thread, porque eu acesso essas redes sociais com menor regularidade e posso demorar mais tempo pra te responder por lá. A via mais rápida é sempre o WhatsApp ou telefone mesmo. E você fala diretamente comigo, não com um intermediário.

Quem já fez o curso e virou diplomata, o que diz?

Foca no que realmente importa

“O Luigi conhece profundamente a prova e, em suas aulas (tanto de questões objetivas quanto de discursivas), foca no que realmente importa, de modo que o aluno nunca sente que está perdendo tempo – recurso tão escasso. Ao longo da minha preparação, fiz todos os cursos do Luigi, Extensivo, Intensivo pré-TPS e Intensivo pré-terceira-fase. Todos são absolutamente recomendáveis para uma preparação que faz o candidato se sentir seguro com relação a qualquer tópico do edital. No curso de discursivas, por exemplo, além de nos ajudar a realmente entender o momento histórico, o Luigi nos instrui em como maximizar a quantidade de informações e aumentar a nota, focando em como as questões são corrigidas. Além da grande qualidade do professor, o Luigi é uma pessoa que vai estar sempre disponível para sanar dúvidas, sem fazer que você se sinta inseguro, o que contribui muito para diminuir a ansiedade natural que o concurso cria."

Tatiana Parra (1º lugar entre os cotistas PCDs no CACD 2020/2021)

aluno preto noun_963218

Cursos do Luigi são daqueles que mais se aproximam [do] indispensável para ser aprovado no CACD

“Creio que nenhum curso ou professor seja indispensável para ser aprovado no CACD. Mas os cursos do Luigi são daqueles que mais se aproximam de sê-lo. Além de sólido saber teórico, suas aulas estruturam-se também em amplo conhecimento do concurso, didática e muita dedicação. Tive a oportunidade de fazer dois cursos dele e recomendo ambos. No curso Intensivo Objetivas, aprende-se a reconhecer formas de como a Banca costuma cobrar os conteúdos de História no TPS. Além disso, o Luigi ensina a desenvolver estratégias para responder questões objetivas que são úteis até mesmo para outras matérias. No curso Intensivo Discursivas, o professor esclarece a lógica implícita nas grades de correção utilizadas na avaliação das provas de HB. Isso é essencial para adquirir uma melhor noção de como tendem a ser avaliadas as questões de HB e o que se espera, de fato, do candidato. Ao aprender isso, o candidato torna-se apto a otimizar suas respostas, com vistas a obter maiores pontuações em História. Ademais, suas grades de correção acabam servindo como excelente material de revisão. Além de todo esse profissionalismo, o Luigi também é um professor muito amigável, acessível e que busca sempre se aperfeiçoar. Recomendo plenamente!"

Joan França (15º lugar geral no CACD 2019)

para ler esses e outros depoimentos de ex-alunos na íntegra, clique aqui

Ficha técnica do curso

Informações básicas


Professor: Luigi Bonafé


Disciplina(s)/matérias(s): História do Brasil + História da Política Externa Brasileira

Carga horária: 20+ horas (+50 horas "extra" de aulas "bônus" do Acervo)

Limite de visualizações: 3 por vídeo

Prazo de visualização: 180 dias após o primeiro acesso

Formas de pagamento: Cartão de crédito em até 6x sem juros e boleto ou PIX à vista (via Iugu)

Materiais: Aulas em vídeo, questões discursivas inéditas, grades de correção, bibliografia (geral e específica) e plataforma própria de correção

WhatsApp: (21) 99844-4284

e-mail: aprendacom@luigibonafe.com

Garantia de reembolso integral em caso de desistência: 7 dias

Condições contratuais: vide Termos de Uso e Política de Privacidade

Requisitos técnicos para acesso à plataforma de aulas

  • Conexão à internet banda larga de 5 Mbps ou mais (conectada via cabo, preferencialmente, embora esta condição não seja incontornável)
  • Teste a velocidade da sua conexão aqui
  • Hardware (no mínimo): Processador 2.0 GHz, memória RAM 8 Gb, HD com 30 Gb livres e tela com resolução de 1024x768px 
  • Windows 8 ou superior, com todas as atualizações OU Mac OS X v. 10.10 ou superior, com todas as atualizações
  • Smartphones e tablets não cumprem os requisitos mínimos para acesso à plataforma
  • Navegador Google Chrome (versão mais recente)
  • Verifique e atualize o seu navegador aqui
  • Os cookies (inclusive de terceiros) e o javascript precisam estar ativos e habilitados, independente do navegador utilizado.
  • Não é possível garantir o acesso às videoaulas em dispositivos móveis
  • Aulas AO VIVO (opcional): todos os requisitos anteriores + Zoom (software gratuito com registro do usuário requerido) + conexão à internet banda larga via cabo com velocidade mínima de 10 Mb de download e 1 Mb de upload + Webcam (480p) + microfone (para as sessões de atendimento individual, caso também contrate essa opção)           
  • Bônus gratuito: por onde começar a estudar para a 3ª fase (e parar de acreditar em lorota)?

    Passo 1

    Entrevista com João Pedro, o 01 de HB do CACD 2022

    Nos primeiros 90 minutos deste vídeo gratuito do YouTube, o diplomata aprovado em 2022 com a maior nota na prova discursiva de História conta como aprendeu, de forma autônoma, a "dosar" o nível de aprofundamento das informações que deveria incluir em suas respostas. E mostra que a "prova dos nove" de 2022 não estava nas nota obtidas pelos aprovados nas questões sobre "Cultura", e sim nas que tratavam de assuntos de história política da forma mais tradicional possível. 

    PASSO 2

    Depois de muita hesitação, a turma de aprovados no CACD 2022 teve a generosidade de divulgar, no seu guia de estudos extraoficial, as médias que obtiveram em cada quesito de cada questão, entre outras informações preciosas. Ainda não foi o ideal (porque agregado, e não individualizado), mas é um dado inédito que você dever aprender a interpretar com todo o zelo e rigor do mundo. Vai te ajudar demais a jogar por terra mentiras que os dados mostram que jamais tornaram-se verdade.

    PASSO 3

    Nas semanas imediatamente anteriores às provas de História do Brasil, seu livro de cabeceira deve ser a obra de Eugênio Vargas Garcia, Cronologia das relações internacionais do Brasil, disponibilizada gratuitamente em .PDF pelo próprio autor, em seu perfil do Academia.edu (correspondente à 3ª edição da obra, publicada em 2018 e atualizada até 2017). Não é pra ler tudo, mas consultar todo santo dia.

    PASSO 4

    Modelos de folhas de respostas para questões de 60 e de 90 linhas, conforme o que foi entregue em mãos aos candidatos na 3ª fase do CACD 2022. Inclui ainda links para todos os guias de estudo extraoficiais, bem como link para o site do Instituto Rio Branco onde foram reunidos todos os guias de estudo oficiais de edições mais antigas do CACD. Tudo gratuito e junto num só lugar.

    Precisa de inspiração para retomar o ritmo de estudos?

    Veja entrevistas com diplomatas aprovados em 2021:

    Valores

    Curso Intensivo/Extensivo Discursivas HB+HPEB 2023 

    Preparação para a prova discursiva de História do Brasil da 3ª fase do CACD

    O que está incluído

    • 8 aulas AO VIVO e inéditas
    • 7 questões discursivas inéditas com respectivas grades de correção (não são padrões de resposta, nem se parecem com eles)
    • Leituras (básicas e avançadas) indicadas por questão
    • Sugestão de cronograma diário de atividades
    • Exclusivo método de correção em plataforma própria
    • BÔNUS: 20 aulas extra (com respectivas questões e grades de correção) do acervo de anos anteriores (liberadas gradualmente, 3 por semana)
    • 6 meses (180 dias) de acesso à plataforma
    • Opção de contratar atendimento individual (pago à parte: R$ 307,20 por cada sessão de 40 min.)
    • Garantia de reembolso integral até 7 dias após a inscrição, sem condicionantes ou justificativa, por meio da própria plataforma de aulas



    R$ 1.145,80

    (ou em até 

    6x R$ 190,97

    sem juros no cartão)



    luigibonafe.com Educação LTDA - ME

    Praia do Flamengo, 66 - bloco B - sala 1005

    Flamengo - Rio de Janeiro, RJ - CEP 22.210-903

    CNPJ 28.483.083/0001-36

    Contato:
    • aprendacom@luigibonafe.com
    • +55 21 99844-4284

    Aviso Legal: Nenhuma das informações, recomendações ou orientações de estudo apresentadas durante as aulas ou/e nos materiais de divulgação do curso, bem como neste sítio eletrônico, devem ser interpretadas como promessa da obtenção de resultados, uma vez que eles dependem exclusivamente da formação prévia, das opções, do trabalho e da dedicação individual de cada um. Qualquer menção ao desempenho passado ou potencial de quem aplicou o(s) método(s) mencionado(s) ou de quem participou do(s) curso(s) não configura e não deve ser interpretada como garantia de quaisquer resultados específicos.

    >